Post Content

Omar Cabrera Posted by Omar Cabrera, Community Health Education Manager at DPH.

Não é nenhuma novidade que o excesso de sal é prejudicial para a saúde. O consumo excessivo de sódio (o sal contém sódio) pode aumentar a pressão sanguínea e o risco de ter um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral (AVC ou derrame).  O uso de sódio é um problema corrente em nossas comunidades, onde 9 de cada 10 adultos consomem muito a cada dia.

O que muitas pessoas não sabem é que o sal usado para cozinhar ou temperar a comida representa apenas uma pequena parte da quantidade de sódio consumida. De fato, quase o 80% do sal que consumimos se encontra nos alimentos comprados, tal como em enlatados, comidas processadas, preparadas e em restaurantes.

Os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC em inglês) publicaram recentemente uma lista dos 10 alimentos responsáveis por quase a metade do nosso consumo diário de sódio:
-Pão
-Presunto e peru
-Pizza
-Frango
-Sopas
-Sanduíches
-Queijo
-Pratos de massas
-Pratos de carne com molho
-Lanchinhos (batata frita, pipoca, etc.)

Ficou surpreso de ver alguns desses alimentos na lista? Muitas comidas que parecem saudáveis contêm muito sódio (como o requeijão e o peru). Quanto às porções, outros alimentos como o pão não têm tanto sódio, mas como geralmente consumimos várias fatias, a quantidade de sódio vai aumentando. Existem outras fontes inesperadas, tal como o frango cru ou a carne de porco, que costumam ser injetados com uma solução de sódio antes de ser vendidos nos supermercados. Can food

Assim, queremos lhe dar alguns conselhos para ajudá-lo a responder a seguinte pergunta: como posso diminuir a quantidade de sódio que consumo?
• Leia os rótulos nos alimentos para ver o conteúdo de sódio
• Um alimento com menos de 50 mg por porção tem pouco sódio.
• Um alimento com mais de 250 mg por porção tem muito sódio.
• Não compre comidas preparadas que tenham mais de 480 mg de sódio.
• Compare a quantidade de sódio nos alimentos de diferentes marcas e escolha o que tiver menos sódio. Eles podem parecer iguais, mas a quantidade de sódio é bem diferente.

Outra pergunta importante para o cuidado da saúde é: quanto sal deve se consumir?
A maioria dos adultos não deve consumir mais do que 2300 mg de sódio ao dia. Uma pessoa não deve consumir mais do que 1500 mg ao dia se:
• Tiver mais de 51 anos
• For afroamericano
• Tiver pressão alta
• Tiver diabetes
• Tiver doença renal crônica

Outro conselho é aumentar a quantidade de frutas frescas e congeladas e de hortaliças que come ao dia. Evite hortaliças com molhos. Ao comprar frutas e hortaliças enlatadas, escolha as que dizem "sem sal adicionado" e "sem açúcar adicionado". Os alimentos enlatados também podem ser enxaguados várias vezes com água corrente para tirar o excesso de sal.Nutrition label

Lembre-se, ao comprar alimentos compare os rótulos nutricionais e escolha os que tiverem menos sódio. Para obter mais informações sobre formas de diminuir o consumo de sódio e prevenir doença cardíaca e acidente vascular cerebral, confira: www.mass.gov/dph/salt.

Recent Posts

Making Your Summer POP! posted on Jul 19

Making Your Summer POP!

Few things are better than an ice-cold popsicle on a hot summer day!  I have vivid memories from my childhood running around through the sprinkler and various neighbors’ yards enjoying the summer sun.  At that age, having a messy red ring around your mouth from   …Continue Reading Making Your Summer POP!

Massachusetts is Rewarding Small Businesses for Healthy Workplaces posted on Jul 18

Massachusetts is Rewarding Small Businesses for Healthy Workplaces

Wellness programs are good for business. They can lead to better performing workers, lower absenteeism and decreased healthcare and insurance costs. Now, small businesses can be rewarded for these efforts! The Massachusetts Wellness Tax Credit Incentive gives small businesses in Massachusetts a state tax credit   …Continue Reading Massachusetts is Rewarding Small Businesses for Healthy Workplaces

Climate and Health: We Track That! posted on Jul 15

Climate and Health: We Track That!

Extreme heat events are one of the most common causes of weather-related deaths in the United States – and the number of heat-related deaths is rising. More frequent and severe heat waves are likely to occur as climate change continues to change weather patterns. These   …Continue Reading Climate and Health: We Track That!