Post Content

Você conhece alguém que trabalhe em construção civil?  Provavelmente, sim. Mesmo que não consiga se lembrar de alguém, sua vida foi influenciada por trabalhadores em construção civil – eles constroem e consertam nossas casas, escolas, locais de trabalho, hospitais, e rodovias.

Stand Down for Safety

Infelizmente, todos os dias muitos desses trabalhadores ficam expostos ao risco de ferimentos ou doença na tentativa de ganhar a vida.

O Projeto de Massachusetts de Avaliação e Controle de Fatalidades (Massachusetts Fatality Assessment & Control Evaluation ProjectMA FACE) do DPH está ajudando a aumentar a conscientização sobre uma causa de morte entre os trabalhadores em construção civil: quedas nas construções.

As quedas são a principal causa de morte na construção civil, em âmbito nacional e em Massachusetts.  Entre 2009 e 2013, 71 trabalhadores na construção civil morreram em serviço em Massachusetts – mais do que em qualquer outro setor.  Mais da metade desses operários (39) morreu da queda e a maioria dessas pessoas era empregada por pequenos empreiteiros com no máximo 10 empregados.

O que surpreende é a altura da qual esses trabalhadores caíram.  A maioria das pessoas pensa que as quedas fatais só acontecem de superfícies elevadas, como de prédios das grandes cidades, porém mais da metade das mortes em Massachusetts ocorreu de 7,6 metros ou menos, a altura de uma casa de dois andares. Onze desses trabalhadores morreram ao cair de uma altura de 4,5 metros.

Também é alarmante o fato de ser maior o número de trabalhadores hispânicos que enfrentam riscos de quedas fatais.  Durante esses mesmos cinco anos, seis trabalhadores hispânicos morreram de quedas.  Os trabalhadores hispânicos de Massachusetts representam apenas 7% da força de trabalho da construção civil, mas mesmo assim responderam por 15% dessas mortes por queda. Muitos são os fatores que podem contribuir para esse risco maior, inclusive a falta de equipamento de proteção fornecido pelo empregador, treinamento e supervisão.  Além disso, os trabalhadores hispânicos podem enfrentar barreiras de idioma, nível de escolaridade e culturais no local de trabalho.  Isso, juntamente com o medo de discriminação, pode impedi-los de manifestar-se sobre os perigos no local de trabalho.

Uma vez que sabemos como evitar as quedas na construção civil, essas quedas não devem ser aceitas como parte do trabalho.  Alie-se aos trabalhadores da construção civil de todo o país durante a semana de 2 de junho para uma Campanha Nacional dedicada à Prevenção de Quedas.  Esta é uma oportunidade para os empregadores discutirem com os empregados sobre segurança e a importância da prevenção contra quedas.

Para conhecer melhor a Campanha de Segurança e como participar, visite as duas páginas sobre a campanha: www.osha.gov/StopFallsStandDowne www.stopconstructionfalls.com.

Para obter informações adicionais sobre a prevenção de quedas na construção civil, o MA FACE possui uma série de folhetos sobre prevenção de quedas para empreiteiros que trabalham em residências, que abordam o uso seguro de escadas, andaimes e sistemas pessoais de resgate de quedas. Todos os folhetos são gratuitos e estão disponíveis em inglês, espanhol e português.

Written By:


Occupational Fatality Projects Coordinator, Occupational Health Surveillance Program

Tags: , , ,

Recent Posts

Massachusetts Environmental Public Health Tracking (EPHT) & Climate Change posted on Jun 23

The Environmental Toxicology Program in the Bureau of Environmental Health has developed a climate assessment approach that leverages the combined resources of the Massachusetts Environmental Public Health Tracking (EPHT) tool and the CDC Building Resilience Against Climate Effects (BRACE) framework. The approach actively engages stakeholders   …Continue Reading Massachusetts Environmental Public Health Tracking (EPHT) & Climate Change

Love in Action: Supporting One Another in Challenging Times posted on Jun 15

Love in Action: Supporting One Another in Challenging Times

“Darkness cannot drive out darkness: only light can do that. Hate cannot drive out hate: only love can do that.” – Martin Luther King Jr. What do we do when horrible things happen? A tragedy like what happened at Orlando’s LGBTQ Pulse nightclub is so   …Continue Reading Love in Action: Supporting One Another in Challenging Times

Getting Hurt is Not in Your Job Description posted on Jun 13

Getting Hurt is Not in Your Job Description

POP QUIZ: Deli slicers – How hard can they be to use? Everyone seems to have story about someone being cut at work while using a deli slicer*. If you don’t have one yourself, ask a friend or colleague—they almost certainly do. And more often   …Continue Reading Getting Hurt is Not in Your Job Description