Post Content

Jordan CorizaPosted by:
Jordan Coriza, Department of Public Health

Jordan is the Director of Ethnic Media Engagement for the Department.

Semana passada o governo anunciou que Massachusetts recebeu mais de meio milhão de dólares – $633.000 – para a luta contra a obesidade. Diante do tamanho do problema, essa quantia pode parecer minúscula. Não é irônico que precisemos de dinheiro para que as pessoas comam menos? Em qualquer outro lugar as pessoas precisam de dinheiro para se alimentar, enquanto que aqui precisamos de dinheiro para ensinar as pessoas a se alimentar melhor.

Fresh_veggies Aqui está o problema: nós não nos alimentamos corretamente. Sabemos que é mais fácil e barato comprar junk food do que comprar ingredientes frescos e preparar uma refeição saudável. Mas não precisa ser assim.

A verba que o estado recebeu será destinada, em grande parte, para informar as pessoas sobre como se alimentar de forma mais saudável. Por exemplo, você sabia que a partir de novembro as redes de restaurantes com sucursais em Massachusetts deverão mostrar ao cliente o teor calórico das refeições que vendem? O principal objetivo desse requisito é facilitar ao cliente a escolha de comidas com menos calorias. Medidas semelhantes foram aplicadas na cidade de Nova Iorque e outras partes do país. Nesses locais se comprovou que quando o cliente sabe o teor calórico dos pratos, ele tende a escolher alimentos com menos calorias. Isto é, as pessoas que sabem quantas calorias há nas suas refeições tendem a se alimentar de forma mais saudável. Ao mesmo tempo os restaurantes estão modificando suas receitas para preparar os mesmos pratos, porém com menos calorias.

E que mais o governo pode fazer para reduzir o que os especialistas chamam “a epidemia” de obesidade neste país? O governo pode fazer muito. O exemplo acima é apenas um de muitos exemplos que poderiam ser citados aqui.

Contudo, a responsabilidade pessoal é fundamental na luta contra a obesidade. Portanto pergunto: o que você acha que as pessoas podem fazer em casa, no trabalho, nas escolas e nas comunidades para pôr um fim nessa epidemia?

Muito além das verbas do governo ou da opinião dos profissionais de saúde pública, todos nós podemos e devemos fazer algo para solucionar o problema da obesidade.

O que você acha?

Written By:

Recent Posts

Together We’re Ready: Considerations for Individuals with Access and Functional Needs posted on Sep 16

The Massachusetts Department of Public Health is committed to the “Whole Community” approach to emergency management which was initiated by the Federal Emergency Management Agency (FEMA) in 2011, when FEMA recognized the need for a collective effort on the part of the private sector, community   …Continue Reading Together We’re Ready: Considerations for Individuals with Access and Functional Needs

Why Stroller Rides Aren’t for Me posted on Sep 10

Why Stroller Rides Aren’t for Me

I don’t love working out. Physical activity is not something I crave, it’s something I have to make myself do. It’s always been a struggle for me to keep active, but throughout my life I’ve found things that worked for me: high school sports, going   …Continue Reading Why Stroller Rides Aren’t for Me

Choosing the Right Car Seat! posted on Sep 9

Choosing the Right Car Seat!

The National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), reports that 3 out of every 4 car seats are used incorrectly. Choosing the right car seat can be overwhelming. There are many models to choose from, such as convertible and “all-in-one” or “3-in-1,” forward-facing, rear-facing, and booster   …Continue Reading Choosing the Right Car Seat!