Post Content

Omar Cabrera Posted by Omar Cabrera, Community Health Education Manager at DPH.

Não é nenhuma novidade que o excesso de sal é prejudicial para a saúde. O consumo excessivo de sódio (o sal contém sódio) pode aumentar a pressão sanguínea e o risco de ter um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral (AVC ou derrame).  O uso de sódio é um problema corrente em nossas comunidades, onde 9 de cada 10 adultos consomem muito a cada dia.

O que muitas pessoas não sabem é que o sal usado para cozinhar ou temperar a comida representa apenas uma pequena parte da quantidade de sódio consumida. De fato, quase o 80% do sal que consumimos se encontra nos alimentos comprados, tal como em enlatados, comidas processadas, preparadas e em restaurantes.

Os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC em inglês) publicaram recentemente uma lista dos 10 alimentos responsáveis por quase a metade do nosso consumo diário de sódio:
-Pão
-Presunto e peru
-Pizza
-Frango
-Sopas
-Sanduíches
-Queijo
-Pratos de massas
-Pratos de carne com molho
-Lanchinhos (batata frita, pipoca, etc.)

Ficou surpreso de ver alguns desses alimentos na lista? Muitas comidas que parecem saudáveis contêm muito sódio (como o requeijão e o peru). Quanto às porções, outros alimentos como o pão não têm tanto sódio, mas como geralmente consumimos várias fatias, a quantidade de sódio vai aumentando. Existem outras fontes inesperadas, tal como o frango cru ou a carne de porco, que costumam ser injetados com uma solução de sódio antes de ser vendidos nos supermercados. Can food

Assim, queremos lhe dar alguns conselhos para ajudá-lo a responder a seguinte pergunta: como posso diminuir a quantidade de sódio que consumo?
• Leia os rótulos nos alimentos para ver o conteúdo de sódio
• Um alimento com menos de 50 mg por porção tem pouco sódio.
• Um alimento com mais de 250 mg por porção tem muito sódio.
• Não compre comidas preparadas que tenham mais de 480 mg de sódio.
• Compare a quantidade de sódio nos alimentos de diferentes marcas e escolha o que tiver menos sódio. Eles podem parecer iguais, mas a quantidade de sódio é bem diferente.

Outra pergunta importante para o cuidado da saúde é: quanto sal deve se consumir?
A maioria dos adultos não deve consumir mais do que 2300 mg de sódio ao dia. Uma pessoa não deve consumir mais do que 1500 mg ao dia se:
• Tiver mais de 51 anos
• For afroamericano
• Tiver pressão alta
• Tiver diabetes
• Tiver doença renal crônica

Outro conselho é aumentar a quantidade de frutas frescas e congeladas e de hortaliças que come ao dia. Evite hortaliças com molhos. Ao comprar frutas e hortaliças enlatadas, escolha as que dizem "sem sal adicionado" e "sem açúcar adicionado". Os alimentos enlatados também podem ser enxaguados várias vezes com água corrente para tirar o excesso de sal.Nutrition label

Lembre-se, ao comprar alimentos compare os rótulos nutricionais e escolha os que tiverem menos sódio. Para obter mais informações sobre formas de diminuir o consumo de sódio e prevenir doença cardíaca e acidente vascular cerebral, confira: www.mass.gov/dph/salt.

Recent Posts

Elevating the Essential Workforce posted on Apr 11

Elevating the Essential Workforce

Written by Emily Sparer-Fine, Director of the Occupational Health and Surveillance Program Essential workers encompass a wide variety of occupations, many of which are familiar to us: health care workers, police, fire and other emergency personnel, transit workers and grocery workers, while other workers equally   …Continue Reading Elevating the Essential Workforce

Uplifting Mental Health and Wellness posted on Apr 10

Uplifting Mental Health and Wellness

Written by Nicole Schmitt of the Bureau of Substance Addiction Services To address the needs of individuals at high risk for overdose and other medical complications associated with substance use, the Massachusetts Department of Public Health (DPH) Bureau of Substance Addiction Services awarded contracts to   …Continue Reading Uplifting Mental Health and Wellness

Building COVID-19 Resilience for Families of Children with Special Health Needs posted on Apr 9

Building COVID-19 Resilience for Families of Children with Special Health Needs

Written by Elaine Gabovitch of the Bureau of Family Health and Nutrition Emergency care plans (ECPs) are important tools that families of children with special health needs can use to prepare for their children’s safety and wellbeing during COVID-19 and other health related emergencies. Having   …Continue Reading Building COVID-19 Resilience for Families of Children with Special Health Needs